Minhas sensações em relação ao Karma

Atualizado: 18 de Nov de 2019

Sempre tive uma lacuna em relação ao entendimento a lei do Karma.

Essa lei inexorável que diz respeito a ação e reação. Fazer e pagar.

Quando digo lacuna, falo sobre a minha antiga dúvida da certeza de quitação do débito.

Quando se da?

O que antes era um universo de possibilidades de respostas x teorias x sensações, hoje,

com algumas experiências, se tornaram meu norte.

Sinto que os Karmas não são pagos pelo sofrimento sentido durante a vida ou dia a dia.

Vejo essas situações simplesmente como reflexo do Karma gerado.


Já o pagamento ou quitação desse ato se da pela tomada de consciência da ação realizada. E não apenas ver com clareza o que gerou, como também entregar o que se deve ao devido lugar, não se identificar com tal ato de forma que não é parte mais do seu ser.

Como um brinquedo que a criança pega de outra e depois devolve. Ou mesmo um

empréstimo que se paga.

É quase como fazer uma faxina na casa e encontrar aquele livro que está contigo há anos,

mas é de outra pessoa.

E mesmo você nem lembrando mais quem é o dono, é importante devolver.

Vasculhar nosso ser através do autoconhecimento e desenvolvimento é trilhar uma jornada

árdua.

Pode doer e muito encontrar marcas de um passado não tão bonito assim, mas fato é que,

o que importa é ser honesto consigo mesmo, ter força para encarar e saber que, hoje,

aquele não é mais você. Ter compaixão com seu caminho e perdão.

Portanto, por meio dessa consciência clara e expandida, sabemos exatamente quando

encerramos um ciclo karmico.

E encontrar a raiz dos Karmas é simplesmente incrível!

É como um presente divino, concedido pelo merecimento, frente à seu esforço, maturidade

psicológica, emocional e espiritual.


Encerrar um ciclo karmico, mesmo que te faça olhar para sua história sob um viés muito mais realista ( trazendo sensação de vergonha ou tristeza para consigo mesmo ), é libertador!

É estar leve novamente, mesmo de um peso que nem se sabia que tinha. É ter a certeza

que muitos ciclos repetitivos irão simplesmente sair do seu sistema (* lembrando que,

sempre que quebramos com um padrão é importante se manter atento e disciplinado até

integrar a nova faixa vibracional que atua no seu campo ).

É um recomeço!


O caminho do Xamã, do Yogue, do Guerreiro, do Herói, dos Sacerdotes, dos Sábios... Do

ser humano em evolução, não é feito somente de flores. É preciso muita coragem para

olhar nos olhos dos nosso monstros, enfrentá-los e dizer: aqui você não vive mais.




BLOG

SOCIAL

Siga

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon

Criado por Adu para Tanuka Nalini®. 

Tanuka Nalini Comer. Varejista e Atacadista, Import. e Exportacao e Fabricacao de Prod. de Cosm. E Perfumaria EIRELI 

CNPJ: 34.549.224/0001-79 | Rua Delta, 95 - Cotia/SP | Entrega média em 10 dias.

contato@tanukanalini.com